LYRIC

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter o mel de marte porque eu já tô no grau

Hoje o dia tá propício
Eu não tenho compromisso
Arruma aí pra eu te buscar
Vamos dar uma volta
Encosto 9 horas
A gente roda roda e ama no mesmo lugar

No estacionamento
Do antigo Mc
Só as estrelas vendo
A gente em cima do capô, pele com pele

Escrevo poesias com a minha boca
Quase um livro inteiro
Nesse corpo que já tá quase sem roupa
Encosta o meu beijo onde cê gosta e pode relaxar

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter o mel de marte porque eu já tô no grau

Menina cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter o mel de marte porque eu já tô no grau
Eu já tô no grau

Senhoras e senhores, Maiara e Maraisa
Gustavo Mioto
Esse aqui tem o mel de marte heim
“Simbora”, São Paulo

Hoje o dia tá propício
Eu não tenho compromisso
Se arruma aí pra eu te buscar
Vamos dar uma volta, encosto 9 horas
A gente roda e roda e vamos pro mesmo lugar

No estacionamento
Do antigo Mc
Só as estrelas vendo
A gente em cima do capô, pele com pele

Escrevo poesias com a minha boca
Quase um livro inteiro
Nesse corpo que já tá quase sem roupa
Coloca o meu beijo onde cê gosta e pode relaxar, Gustavinho

Menino cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter o mel de marte porque eu já tô no grau

Menino cê faz de um jeito que é nada convencional
Deve ter o mel de marte porque eu já tô no grau

Que sarrada é essa, meu irmão
E eu já tô- Vai, Gustavinho
Eita delicia, mano
Não provoca
Essa Maiara e Maraisa tem o mel de marte dobrado, viu
Você que tem
Uh, mel de marte

Gustavo Mioto, sucesso no Brasil
Maiara e Maraisa


Added by

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

ADVERTISEMENT

VIDEO